Próximos óculos de realidade virtual só precisarão de cabo USB para funcionar

Por: 18 de julho de 2018Sem categoria

Os óculos de realidade virtual disponíveis hoje não são dos mais cômodos de se usar. Além de um cabo HDMI, é preciso conectar um USB e um de força para fazê-los funcionar. Mas esse procedimento todo deve ficar mais simples em breve. Um consórcio formado por empresas como Nvidia, Oculus, Valve, Microsoft e AMD criou um padrão de conexão para juntar todos esses cabos em um simples USB-C.

A especificação aberta VirtualLink vai se aproveitar da versatilidade do padrão USB-C, que já é usado tanto para transferência de dados quanto para recarregar alguns notebooks mais novos. A ideia é que um cabo do tipo esteja preparado para as próximas gerações de dispositivos de realidade virtual, com largura de banda o suficiente para transmitir as imagens na resolução certa e até 27 watts de energia para mantê-los funcionando sem engasgos.

A novidade pode ajudar a popularizar os óculos de realidade virtual e aumentada mais robustos, como o Oculus Rift. Hoje, eles ficam restritos a desktops, os únicos com as configurações e as entradas necessárias para fazer um modelo do tipo funcionar. Precisando de apenas uma porta USB para funcionar, a próxima geração de dispositivos poderá ser plugada em notebooks ou qualquer outro equipamento menor – e poderoso o suficiente, claro.

 Ainda não há previsão de lançamento de novos aparelhos compatíveis com o padrão. Mas pelas empresas envolvidas no consórcio, é bem provável que novidades não demorem para ser anunciadas por Valve, Oculus e Microsoft.

Sobre Lucas vieira

Deixe uma resposta